Frase andante

"Feliz é aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina." (Cora Coralina)------------------- "Educai as crianças para que não seja necessário punir os adultos." (Pitágoras)

=========================== Bem-vindo(a) =============================

ATENÇÃO. Este blog é apenas mais uma ferramenta de apoio complementar ao conteúdo do livro didático para auxiliar meus alunos e visitantes. Os vídeos e textos apresentados e indicados estão disponíveis na internet e são citados sempre com as referências e fontes. Que este blog seja mais um instrumento de aprendizagem e reforço de conteúdo para todos os visitantes. Seja bem-vindo(a).

====================================================

sábado, 6 de maio de 2017

Egito Antigo - ficha resumo II

Egito Antigo - ficha resumo II  =  6º ano Fund-II

História Antiga: O Egito.


O Egito está localizado na África. Formou-se a partir das primeiras ocupações, por volta de 6000 a.C. nas margens do Rio Nilo. Localizado numa região de deserto, o Egito pôde desenvolver-se graças ao regime de enchentes anuais no Rio Nilo. Durante meses o rio transbordava e quando voltava ao seu leito normal, deixava as terras fertilizadas pelo húmus, próprias para o plantio. Também usavam o rio para canais de irrigação, transporte e fornecimento de água. Por isso, o dizemos que o “Egito é uma dádiva do Rio Nilo”. Por volta de 3.000 a.C ocorreu a unificação de reinos e formou-se um único Egito governado por um só faraó.
No Egito existia uma Teocracia, isto é; era governado por um faraó que era considerado ao mesmo tempo rei e descendente dos deuses. Tinha um poder absoluto, até sobre a vida e a morte das pessoas e era auxiliado no seu governo pelos Sacerdotes e pelos escribas, que escreviam sobre a vida dos faraós, copiavam e liam os textos sagrados e controlavam a cobrança de impostos. Assim, eram ricos e poderosos.
A população era pobre e formada em sua maioria pelos camponeses, que eram chamados de felás e cultivavam, principalmente, trigo, cevada e linho. Entre a população pobre, havia também os artesãos que trabalhavam como carpinteiros, tecelões, pedreiros, pintores e ourives. Existiam ainda os escravos, que em sua maioria, eram prisioneiros de guerra e faziam os mais diversos serviços. Haviam também os militares, responsáveis pela defesa do Egito e pelas guerras
Os egípcios eram politeístas, acreditando em vários deuses representados em formas humanas e animais (antropozoomorfismo). Acreditavam que, para a alma sobreviver, o corpo não podia desaparecer e então mumificam os corpos para conservá-los. Mas, como era uma técnica muito cara, a população pobre não conseguia fazer a mumificação de seus familiares mortos.  Construíram também, pirâmides para que servissem de túmulos para os corpos mumificados dos faraós falecidos. As mais conhecidas são as pirâmides de Quéops, Quéfren e Miquerinos.
No ano 525 a.C., o Egito foi conquistado pelo exército da Pérsia, depois pela Macedônia e que ainda depois seria derrotado pelo Império Romano.

Nenhum comentário: