Frase andante

"Feliz é aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina." (Cora Coralina)------------------- "Educai as crianças para que não seja necessário punir os adultos." (Pitágoras)

=========================== Bem-vindo(a) =============================

ATENÇÃO. Este blog é apenas mais uma ferramenta de apoio complementar ao conteúdo do livro didático para auxiliar meus alunos e visitantes. Os vídeos e textos apresentados e indicados estão disponíveis na internet e são citados sempre com as referências e fontes. Que este blog seja mais um instrumento de aprendizagem e reforço de conteúdo para todos os visitantes. Seja bem-vindo(a).

====================================================

sexta-feira, 21 de março de 2014

Renascimento Comercial e Urbano. Resumo

O Renascimento das cidades e do comércio = Ficha resumo

            Na Baixa Idade Média, o sistema feudal passou por profundas transformações. As cidades cresceram e com elas, o comércio e a produção artesanal  tiveram um grande impulso. Surgem novas rotas comerciais, feiras e a economia monetária (uso de moedas na compra e venda de mercadorias)

A partir do século XII surgiram as feiras, onde vários mercadores e reuniam para as vendas de seus produtos (tecidos, peles, gados, couro, açúcar, sal, trigo). Nestas feiras surgiram também os cambistas que trocavam moedas e emprestavam dinheiro a juros.

Muitas cidades tiveram  que se libertar dos seus antigos senhores feudais através de pagamentos aos senhores (carta de franquia) ou através de uma ordem do rei (carta real). Há ainda casos de cidades que se libertaram através de guerras.

Nas cidades, um novo grupo de pessoas começaram a ganhar importância. São pessoas que se dedicam ao comercio: os burgueses. Os mercadores (burgueses) começam a circular por vários pontos da Europa.

A intensificação das trocas (feiras) levou ao surgimento de algumas rotas comerciais, isto é, caminhos utilizados pelos mercadores para realizar suas trocas comerciais. Estas rotas se tornariam importantes centros comerciais, como: Paris, Frankfurt, Colônia, Gênova, Veneza, Constantinopla e Flandres.

Muitos mercadores se organizavam para defender seus interesses comerciais e formavam associações de mercadores (exemplo: Liga Hanseática).

Com o ressurgimento do comércio, as cidades começaram a crescer. Os nobres e os burgueses moravam com conforto e luxo, mas a maioria da população vivia em casas pequenas e pobres. As pessoas trabalhavam com o comércio, artesanato e agricultura. Os artesãos se organizaram nas Corporações de Ofício para protegerem seus interesses. Os artesãos trabalhavam nas oficinas medievais e lá havia o mestre, o oficial, o aprendiz e o jornaleiro.

As cidades eram muradas e com o passar do tempo seus muros foram ampliados  e devido à falta de higiene surgiram epidemias e doenças. Nas cidades, aos poucos, o seu comando foi sendo assumido pelos grandes mercadores que passaram a ocupar os cargos de prefeitos e de conselheiros. Um novo tempo está surgindo.

5 comentários:

Anônimo disse...

obrigada só resumi pedaços

Anônimo disse...

Olha um tantinho sua preguiçosa

Anônimo disse...

Vdd muito pequeno eu copiei tudo e ñ to reclamabdo

Anônimo disse...

muito bom obrigada

Anônimo disse...

Gostei !