Frase andante

"Feliz é aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina." (Cora Coralina)------------------- "Educai as crianças para que não seja necessário punir os adultos." (Pitágoras)

=========================== Bem-vindo(a) =============================

ATENÇÃO. Este blog é apenas mais uma ferramenta de apoio complementar ao conteúdo do livro didático para auxiliar meus alunos e visitantes. Os vídeos e textos apresentados e indicados estão disponíveis na internet e são citados sempre com as referências e fontes. Que este blog seja mais um instrumento de aprendizagem e reforço de conteúdo para todos os visitantes. Seja bem-vindo(a).

====================================================

domingo, 1 de maio de 2016

Formação dos Estados Modernos - resumo.


A formação dos Estados europeus modernos

1.   A Reconquista da Península Ibérica - Espanha
Desde o início do século VIII, a Península Ibérica foi quase totalmente dominada pelos muçulmanos. Os cristãos que lá viviam ocupavam os territórios ao norte da península.
A partir do século XI, as Cruzadas no Oriente e as lutas internas pelo poder entre os muçulmanos estimularam os cristãos a retomar os territórios ocupados pelos árabes na Europa. As lutas dos cristãos pela retomada pelos territórios da Península Ibérica ficaram conhecidas pelo nome de Reconquista.
Aos poucos, os territórios que os cristãos reconquistavam na península deram origem a reinos como Leão, Castela, Navarra e Aragão. Esses reinos, entretanto, não lutavam apenas contra os muçulmanos, mas também entre si. Cada um deles disputava o direito de ter controle político e territorial sobre a região.
Alianças entre famílias reais firmadas por meio do matrimônio também foram usadas para ampliar o poder de cada reino. As guerras e os casamentos arranjados nos ajudam a entender por que esses reinos variam tanto em tamanho, poder político e militar. Essa instabilidade durou até o casamento de Fernando, herdeiro do trono de Aragão, com Isabel, irmã do rei de Leão e Castela. Da união desses três reinos, formou-se o país Espanha, no final do século XV.

2.   A formação de Portugal
Afonso VI, que governava os reinos de Leão e Castela, concedeu ao nobre Henrique de Borgonha, como recompensa por sua atuação nas guerras de Reconquista, uma porção de terras situadas entre os rios Douro e Minho e denominada Condado Portucalense.
Mais tarde, no ano 1139, Afonso Henriques, o filho de Henrique, rompeu com o reino de Castela e proclamou-se rei das terras recebidas por seu pai. O passo seguinte foi a conquista das terras ao sul: era o início do reino de Portugal.

3.   A França rumo à centralização
A formação da monarquia nacional francesa teve início no final do século XII, quando o poder real tomou medidas para enfraquecer a nobreza resistente à centralização política. Entre outras ações, a realeza criou um exército assalariado, a serviço do rei, e passou a cobrar taxas sobre os bens da Igreja.
Além de submeter a Igreja francesa, o rei Felipe o Belo, que governou a França entre 1285 e 1314, convocou uma assembleia composta pelo clero, pela nobreza e por representantes das cidades para comunicar suas decisões. Essa assembleia mais tarde tornou-se conhecida como Estados Gerais.

4.   A Inglaterra e os limites do rei
A centralização do poder na Inglaterra originou-se com Henrique II, no século XII. Entretanto, seu sucessor, o rei Ricardo Coração de Leão, esteve ausente durante grande parte de seu reinado, lutando nas Cruzadas. Com isso, a autoridade real diminuiu.
  João Sem-Terra, sucessor do rei Ricardo, logo teve de enfrentar a oposição dos nobres, descontentes com as pesadas taxas que pagavam para sustentar os gastos militares. Pressionado pela nobreza, pelo clero e pela burguesia, João Sem-Terra assinou, em 1215, a Magna Carta, cujo principal objetivo era limitar os poderes do rei.


Fonte: História – Projeto Araribá. Maria Raquel Apolinário – Editora Moderna.
           

10 comentários:

Anônimo disse...

está muito legal mais tem que ter algumas coisas mais emportantes


Larissa disse...

Eu acho anonimo que esta correto pois e apenas um resumo.

Anônimo disse...

e bom mais tem de ter mais exemplo

Anônimo disse...

muito bom mesmo gostei de mais me ajudou muito na prova

Anônimo disse...

ta muito bom esse resumo

Anônimo disse...

Isso n e um resumo!! No livro do 7ano ta totalmente igual

BRdanonin disse...

Pow legal !!

allanis disse...

Isso n e um resumo tem mt coisa pra copiar★

BEATRIZ disse...

ESTA MUITO BOM PARA EU ESTUDAR PARA A PROVA

Ana Beatriz disse...

Agora consigo estudar melhor